Em uma cerimônia bonita e harmoniosa os jovens estudantes de Direito, Maria Rita Alencar Araújo de Sá e Vinicius Ramos, disseram sim em evento religioso que aconteceu no balneário da família, na chácara Santo Amaro da Bela Vista, em Belém do São Francisco, que foi lindamente decorado por Laudicé Carvalho, Pedro Rocha e Titico. Maria Rita é filha do casal Denise e Tadeu Araújo de Sá. Vinicius é filho de Maria Aparecida Ramos de Sá e José Antônio (in memoriam).

A cerimônia religiosa foi celebrada pelo Padre João, da paróquia de Belém do São Francisco, sendo que os cânticos ficaram por conta de Edvam, Robério Soares e Vitoria de Sá Roriz. Os familiares dos nubentes e vários amigos de diversos locais participaram do acontecimento.

Após a celebração religiosa o casal recebeu os convidados em recepção no espaço de festas do balneário com direito ao show Robério Soares que encantou a todos entoando antigos sucessos.

O espaço foi devidamente decorado, sendo que a cerimônia religiosa aconteceu numa tenda exclusivamente armada para o ato, sendo que esta ficava na frente do lago de Itaparica formado pelas águas do Rio São Francisco. Por traz e ao lado da tenda o verde exuberante da grama e plantas chamava atenção. Flores em profusão foram espalhadas pela tenda. A noiva usava vestido Awany Landim

O impecável buffet foi preparado pela belemita Glória, hoje radicada na cidade de Petrolândia, foi eclético e delicioso. Os salgados e petiscos fizeram sucesso.

O bolo foi mais um show, com laços e pequenas orquídeas, tinha um toque especial de carinho e foi devidamente confeccionado por Márcia Carvalho.  A festa rolou até certa hora da noite.

Escrito por Luzia Duarte.


IMG00109

Desvio da estrada

Finalmente as pontes que existem num total de quatro no trecho entre Belém do São Francisco a curva da entrada do distrito de Riacho Pequeno, que são mais conhecidas como “pontes das mortes”, começam a ter fim, já que esta semana um das delas, a segunda no sentido Cabrobó foi completamente derrubada, sendo que desta restou apenas às pedras que formavam as suas cabeceiras.

Com a derrubada um enorme buraco se formou no local, e com isso, o resto que sobrou da ponte, como é o caso das pedras, está sendo colocadas como lastros para coloção de anéis por onde passaram as águas das chuvas. Depois da colocação destes é que vem o aterro e a pista.

x

Escombro de pedras foi o que sobrou da 2ª ponte

Como dito antes pelo Blog do Tadeu Sá, para chegar a este ponto a construtora encarregada pela obra teve que construir vários desvios com aterros e asfalto, fato que faz com a obra siga a passos lentos. No que tange as demais pontes estas se encontram na fase final de construção dos aterros para o desvio e colocação de pista asfáltica.

Escrito por Tadeu Sá.

x

Local da segunda ponte 

Como sempre faz, o prefeito Gustavo Caribé usa mais uma vez das redes sócias e anuncia a população o inicio de mais realização que atende bem aos desportistas do município, a recuperação do Estádio Municipal.

A recuperação da praça de esporte é uma reivindicação bastante antiga dos jovens praticantes do futebol, já que o estádio encontra-se fechado desde o ano 2003, gestão do ex-prefeito Hugo Carvalho, atravessou toda administração do ex-prefeito Helionaldo Lustosa, bem como o primeiro mandato e os 18 primeiros meses do atual gestor Gustavo Caribé, que finalmente anuncia a boa medida. O descaso quanto ao estádio era tanto, que certa vez chegou a ser utilizado como estribaria de cavalos, já que alguns animais desta raça foram ali alojados sob suas arquibancadas. Falando sobre a obra, o prefeito Gustavo Caribé disse que se sentia feliz por estar realizando o sonho de grande parte da população.

As obras acontecem com recursos originários do Governo do Estado e encontra-se estimadas em aproximadamente R$. 900 mil.

Escrito por Tadeu Sá.

IMG00088

Carro forte saindo de ré na Rua Deoclécio Lustosa.

Não é de hoje que o fato acontece, pois há muito as pessoas, inclusive o Blog do Tadeu Sá vem questionando o posicionamento das barracas de feira no centro da cidade de Belém do São Frâncico. Com o madeiramento arrebentado de algumas, a estrutura de ferro exposta e as lonas rasgadas e de diversas parecem mais com um local em ruínas.

Além destes fatos, as barracas são postadas nas duas ruas laterais do mercado público, Rua Alferes Manoel Gonçalves e Rua Deoclécio Lustosa e parte da Rua Cel. Trapiá, o que deixa as ruas estreitas para circulação de veículos e pessoas.

O pior é que o fato se agrava mais ainda quando alguém estaciona um carro numa destas ruas, e ai quem pretende subir ou descer não consegue, bem como quando o  carro forte que abastece o posto do Bradesco ali estaciona, quando este pretende sair encontra a rua obstruída e com isso muitas vezes volta de ré, como é o cão da foto, o que pode colocar em risco a integridade física das pessoas que por ali transitam, principalmente ante o fato de ser também instalado na rua o agente da Caixa Econômica Federal que costuma fazer longas filas pela rua.

O clamor é geral quando a isto, e todos esperam que a feira logo mude, que a infindável e vagarosa obra do pátio de feira chegue seja concluída, ou que ao menos a prefeitura interceda para organizar o local antes que seja tarde demais.

Escrito por Tadeu Sá.

A prefeitura do município de Belém do São Francisco deu nicio a recuperação do calçamento da Avenida Cel. Caribé. O calçamento encontra-se esburacado em face da ação do tempo, conjugada coma falta de manutenção, bem como pela ação irresponsável da empresa que abriu o calçamento para instalação da rede de água e esgoto, já que o município não teve pulso firme para cobrar da empresa um trabalho de restauração firme e responsável.

Com o fato a prefeitura resolveu agora por fazer a sua parte e a parte dos outros, de forma que o trabalho é elogiável, pois da forma como se encontra o motorista e demais passageiros que por ali e por outras ruas circulam mais parecem que assim fazem como se estivessem dentro de liquidificador ligado dado ao balanço do carro e consequentemente das pessoas dentro do veículo. A rua dos artífices é o maior exemplo desta inércia.

Escrito por Tadeu Sá.

Quem também anunciou mais um empreendimento no mundo esportivo da cidade de Floresta foi à prefeita Rorró Maniçoba, que inaugurou hoje, as 14 horas, a quadra coberta da Escola Municipal Audomar Ferraz, de forma que doravante estará esta a disposição da  comunidade educacional do referido educandário.

Ao falar sobre a obra, Rorró disse que esta é fruto de mais uma pareceria celebrada entre a prefeitura do município e o governo do estado, e que se sentia feliz por ter conseguido realizar o sonho dos jovens estudantes da escola beneficiada. Ao anunciar a inauguração Roró disse também, “espero que a quadra seja bem utilizada por todos com o fim de melhorar cada vez mais o desporto do município (Fotos: Edmilson Fontes).

Escrito por Tadeu Sá.

O Prefeito Gustavo Cabral recebeu em seu gabinete o Superintendente Federal da Pesca e Aquicultura do Brasil, Josenir Barbosa, encontro que tinha o objetivo de buscar alternativas para aquisição de recursos para investir na piscicultura do município. Também participaram do encontro diversos técnicos ligados a área, bem como o secretário  Joaquim Neto (Seu Quim).

Na ocasião uma foi realizada uma visita ao Coité, local onde o superintende e equipe conheceram os módulos de produção, sendo que os visitantes ficaram impressionados com a estrutura do local.

Falando sobre a visita, o prefeito Gustavo Cabral disse: “Aproveitamos a oportunidade e fizemos a solicitação de mais uma fábrica de gelo para o município com o fim de atender melhor os piscicultores e compradores”, destacou o Prefeito Gustavo Cabral.

Escrito por Tadeu Sá.

Na semana passada a cidade de Belém do São Francisco e comunidade foram alvo de noticias no programa e blog do jornalista Magno Martins.

A notícia dava conta de que: “a Compesa deixou Belém do São Francisco sem água. O colapso se deu porque o novo sistema de abastecimento, que deveria ter sido concluído desde dezembro do ano passado, virou uma obra inacabada, provocando uma grande revolta na população, que voltou ao tempo das cavernas, tomando banho de cuia, mesmo a cidade estando na beira do rio São Francisco”, disse o Blog.

Inconformada com as criticas, a Compesa esclareceu em  nota que “a cidade não passa por uma crise de abastecimento, nem existem motivos para o sentimento de revolta da população”, citado pelo blog.

Pelo contrário, o sonho de ter água 24 horas nas torneiras tornou-se uma realidade. Para isso, a Compesa trabalha diariamente, concentrando todos os esforços para que este objetivo seja atingido”. Disse a empresa.

Afora este fato a empresa apontou um resumo dos investimentos feitos no município e sobre a situação do abastecimento de Belém do São Francisco: “Em dezembro de 2013, deu-se uma obra com investimentos de R$ 3,9 milhões e que foram assentados cerca de 46 km de tubulação de variados diâmetros”.

Alega ainda a Compesa: “foi construído um reservatório elevado de 800 m³ e reformado o reservatório já existente de 500 m³. Para reduzir as perdas, também foram instalados/substituídos cerca de 3.900 hidrômetros. Atualmente, a cidade recebe água 24 horas por dia, antes o rodízio era de 12 horas”.

Quanto às pendências de obra, é preciso esclarecer que após a conclusão dos trabalhos foi constatada a necessidade de alguns serviços complementares, referentes a interligações de redes e remanejamento de ligações domiciliares”, prossegue a nota.

Esta nova etapa não pôde ser realizada com os recursos do contrato, que já haviam sido aplicados, inclusive com os 25% previstos pelo aditivo, permitido por lei, já que a Compesa é uma Empresa de Economia Mista e precisa, portanto, obedecer às Leis de Licitação. Sendo assim, outro processo licitatório está sendo executado, visando a viabilização dos novos serviços”. Prossegue a nota dizendo

Apesar disso, a Compesa pode assegurar que os serviços que ficaram pendentes não ocasionam falta de água” e diz “o que acontece é que a prefeitura municipal está realizando trabalhos de pavimentação de ruas, inclusive serviços de terraplanagem, que provocam estouros nas redes distribuidoras, causando desabastecimento em determinados setores da cidade, o que é inerente a este tipo de serviço”. Em programa de Radio o responsável pela empresa afirmou também que parte dos problemas se dá em face da cidade esta crescendo bastante.

NOTA DO BLOG DO TADEU SA

Ocorre que o alegado pela empresa não se trata de sonho de ninguém, nós pagamos e pagamos caro pela água que consumimos e o sonho do verdadeiro belemita é outro completamente diferente: progresso e efetiva responsabilidade por parte das autoridades públicas para com os inúmeros descasos que nos cercam.

Falar a Compesa que a culpa pelo que acontece é em vista dos calçamentos que a prefeitura vem fazendo e dizer que a cidade está crescendo é fruto só pode ser de profundo desconhecimento. Não sabe a Compesa, ou seus diretores que os calçamentos acontecem a “pinga gotas” e que a cidade já muito foi maior, tanto é que em 1991 o município possuía 24 mil habitantes, hoje apenas 20 e olhe lá.

Em que pese a informação da Compesa com relação à prefeitura esta silenciou-se e nada falou a respeito.

Escrito por Tadeu Sá.

Como um fato raro, a população de bem de Pernambuco foi tomada de surpresa e satisfação com a notícia da prisão do ex-prefeito de Sanharó, Ranieri Aquino de Freitas, que foi preso na semana passada acusado de desvio de R$ 111.200 de verbas públicas quando gestor do município em 2004. O fato ainda repercute no Agreste pernambucano.

O magistrado que expediu o mandato de prisão preventiva foi o juiz da Comarca de Sanharó, Moacir Ribeiro da Silva, sendo que este foi cumprido pelo delegado titular da cidade, Francisco Souto Maior. O ex-prefeito, que também é advogado, estava no Fórum de Sanharó. e foi encaminhado para o presídio de Pesqueira. A pena máxima pelo crime imputado ao ex-prefeito é de 12 anos de reclusão.

Raniere Aquino de Freitas estava cumprindo pena em regime aberto por outro processo que envolve irregularidade no pagamento dos salários dos servidores municipais. Além destes, ele responde a mais de 10 outros que já culminaram inclusive na sua prisão em anos anteriores.

Escrito por Tadeu Sá.

Com o objetivo de levar a todas as localidades do Estado a mesma qualidade de atendimento já consagrada nos postos fixos do SAC, foi criado, em setembro de 1996, o SAC Móvel. Cidadania que vai onde estiver o cidadão baiano. As carretas do SAC Móvel percorreram neste mês, 35 municípios do estado da Bahia. Dentre eles Chorrochó, Abaré, e Rodelas.

O SAC Móvel oferece durante o período da visita no município os serviços de Emissão de Certidão de Nascimento; Emissão de Carteira de Identidade; Cadastro de Pessoa Física; Recadastramento de Pensionistas do Estado; Emissão de Antecedentes Criminais e Registro de críticas, denúncias, elogios, orientações, reclamações, solicitações e sugestões sobre os serviços públicos prestados pelo Governo do Estado.

O município de Chorrochó já foi contemplado coma medida nos dias 16 e 17 do corrente mês. Hoje e amanhã será a vez de Rodelas e dia 21 e 22 o atendimento acontecerá na cidade de Abaré. (Com informações do Blog Chorrochó em foco).

Escrito por Tadeu Sá.

Desenvolvido por