Por Tadeu em mar - 29 - 2015

RETIFICANDO.

Em matéria publicada no Blog do Tadeu Sá, sob o título “INSATISFEITOS COM DILMA PROMOVEM PROTESTO MIXURUCA EM BELÉM”, informamos que uma Van de uma das Faculdades do Município, destas autorizadas pelo ex-presidente Lula, teria participado da carreata em protesto contra o governo da presidente Dilma Rousseff, notícia esta veiculada no dia 21 de março do corrente ano.

Embora tenha participado do evento uma Vam, na mesma cor e logomarca idêntica a uma das faculdades do munícipio, o veiculo não pertence a qualquer instituição de ensino da cidade, pois na verdade trata-se de um carro particular que apenas transporta alunos de algumas cidades para uma das faculdades.O equivoco foi posteriormente percebido pelo próprio Blog, que como tal, sem qualquer provocação de quem quer que seja, sente-se na obrigação de esclarecer os fatos, restaurando desta forma o que aconteceu.

Escrito por Tadeu Sá.

Inevitavelmente nossos cemitérios representam o lugar onde estão depositados os restos mortais de personagens que de alguma forma marcam a vida das pessoas e da comunidade do presente. È o lugar onde os vivos reverenciam os mortos. É lá que se encontram aqueles que durante muito tempo fizeram a história de um passado que sustenta o presente e como tal é de onde se extrai extraordinárias recordações, transformada em imensas saudades.

Em Floresta, por exemplo, o cemitério São Miguel é motivo de grande orgulho para os florestamos, não só pelo que simboliza, mas também pelo que escreveu o poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto a seu respeito, que através do poema intitulado CEMITÉRIO PERNAMBUCANO (Floresta do Navio), recitou: Antes de se ver Floresta se vê uma Constantinopla complicada com barroco, gótico e cenário de ópera”. Esta estrofe se encontra gravada numa placa afixada nas proximidades da sua entrada.

Em Belém é diferente, a comunidade e dirigentes políticos não conseguem enxergar desta forma e com isso o antigo cemitério, onde se encontra encravada grande parte da nossa história, segue em completo estado de ruínas e abandono, com um desprezo aberrante e cruel a um conjunto arquitetônico valiosíssimo, de contornos raríssimos de se ver e tudo isto sem contar que o local foi palco das filmagens do último capitulo da novela “Senhora do Destino”, saga de maior audiência da teledramaturgia brasileira, enredo que retratava a história de uma belemita, de origem humilde, que partiu da terra para o Rio de Janeiro e mesmo sem encontrar o marido por lá, para onde tinha ido, transpôs diversas dificuldades ao criar uma família numerosa, mas que venceu, e que sempre se orgulhava de dizer bem alto e ao estilo do sotaque pernambucano “Sou nordestina, sou de Belém São Francisco”. A novela foi estrelada por atores e atrizes famosos como José Wilker, Suzana Vieira, Carolina Dickmam, Leandra Leal, Dan Stulbach, sendo que todos estão presentes na cena final da novela no cemitério. Abaixo você clica no link e assiste todo capítulo da novela onde grande parte desenrolou-se no antigo cemitério.

ARQUITETURA

Os principais túmulos do local foram edificados a partir de 1908 e lembram bem  minúsculos templos, apresentando torres dispostas em diversos níveis, coroados por cúpulas meia laranja ou piramidal que se apresentam de forma semelhantes aos frontões de algumas igrejas, desenvolvidos em volutas ladeados por coruchéus. A sua portada é construída em alvenaria em estilo neoclássico, mas em que pese tantos detalhes e riqueza ninguém consegue mais consegue adentar no local já que se encontra cercado por uma mata densa de algarobas e milhares de exames de abelhas e sendo assim inexoravelmente segue sendo desmoronado pela ação do tempo sem que ninguém mais consiga admirá-lo de perto.

 

Com um conjunto arquitetônico belo e raro, o tempo vai sendo implacável com a história ante a inercia do poder público local.

 

Marlindo Pires.

VISÃO

Acontece que para muitos a questão atual do antigo cemitério não é vista sob a ótica da inercia e da desatenção, já que recentemente o artista plástico Marlindo Pires postou na sua página social algumas fotos que bem demostra o descaso e logo vários comentários se reproduziram através das redes sociais, e em todos eles quando não se vê lamentações com a situação, observa-se inúmeras cobranças para recuperá-lo, o que seria de suma importância para com aquele que de fato representa o reduto maior da história belemita e de toda uma região.

Poças de esgoto podre, abelhas e denso matagal de algaroba são as companhias da história que o cemitério revela.

A VOZ DO POVO

Na referida postagem o aludido artista plástico fazendo uma adaptação do descaso ao poema de certo poeta disse: “Um passeio pelo Cemitério antigo de Belém é um passeio por dentro da nossa alma coletiva, uma visita a nós mesmos, a descoberta e a confirmação das configurações objetivas do que dá sentido ao que fazemos e ao que deixamos de fazer”. “Gostava de percorrer o Cemitério como um dos lugares em que ainda vivem de maneira fortemente simbólica muitos personagens da história belemita, vários dos quais são também personagens de episódios marcantes e decisivos da nossa vida.”, diz Marlindo.

Após a postagem de Marlindo, como dito vários comentários se reproduziram em seguida, sendo que a belemita Norma Guedes, que reside há muitos anos em Petrolina, onde foi secretária de Educação, lamentou o fato e disse: “É uma pena já que todos sabem que a história de uma Cidade começa a ser contada pelo cemitério” e recomendou o “Ministério Público”.

Elba Guerra, filha do ex-deputado Edson Cantarelli, também disse: “Realmente, essa bela obra de arte deveria ser mais preservada! Além do seu valor histórico”.

Quem também comentou o assunto foi Michel Duarte, que disse; “Fico muito triste em ver a situação deste cemitério. De que adiantou o Poder Público ter feito o tombamento (Prefeitura) e o inventário (Fundarpe) se não conseguem preservar. Bem que a municipalidade de Belém deveria ser oficialmente convocada a tomar alguma atitude (quem sabe uma ação popular ou uma ação civil pública…). Lembrando que, independente do lugar tombado ser público ou privado, o ente que procedeu com o tombamento é solidariamente responsável por ele”.

E prossegue: “Acho incrível tanta gente preocupada com o cemitério, reclamando e reclamando, mas não conseguimos tomar uma atitude concreta. Já conversei com o pessoal da Fundarpe sobre isso, mas constato que a iniciativa deve ser começada por aí mesmo. Não quero que a prefeitura tire o valor da restauração dos cofres públicos, mas ficar nessa situação fazendo vista grossa e deixando, convenientemente, o lugar virar uma floresta não dá! Reitero meu desejo de poder ajudar e quem sabe contribuir com o salvamento dessa obra de arte”.

A jovem Juliana Rodrigues, foi mais contundente e disse: “Se o novo está acabado, imagino o antigo, Belém está entregue a própria sorte”.

COMPROMISSO

O blog do Tadeu Sá também se filia a corrente de pessoas que pensam na recuperação e na preservação deste rico patrimônio e diz mais: “Há um documento na Chesf intitulado “Relatório de Pendencias” onde a empresa se compromete na recuperação do cemitério, até por que foi ela uma das responsáveis pelo que acontece, e se o poder público local desejar terei o maior prazer em fazer a entrega do citado documento para que se possa fazer uma cobrança firme e objetiva quanto ao caso”.

Escrito por Tadeu Sá.

Assista o último capítulo abrindo o link abaixo:

http://www.dailymotion.com/video/x2a47yj_sic-11-13-2014-senhora-do-destino-ep-238-penultimo-episodio_tv

 

SEM PEÇAS DE REPOSIÇÃO NO MERCADO ÔNIBUS SEGUE SEM CONCERTO E PREJUDICA JOVENS ESTUDANTES DE RIACHO PEQUENO.

Na semana passada o Blog do Tadeu Sá noticiou matéria onde pela qual o ex-vereador Joselito Nogueira informava que os alunos da escola Celestino Nunes, em Riacho Pequeno, estavam sem irem as aulas em vista da falta de carro para transportá-los. Na ocasião o politico informou que o ônibus se encontrava em uma oficina na cidade de Salgueiro.

Diante da informação procuramos e conseguimos localizar o coletivo, o qual de fato encontra-se no pátio de uma oficina na cidade de Salgueiro, mas o que acontece é que é preciso substitui a caixa de direção do mesmo, no entanto a oficina não consegue encontrar a peça no mercado nacional e com isso ninguém sabe ao certo quando o coletivo será recuperado.

Estas informações julgamos necessárias porque muitas pessoas acham que a permanência do ônibus na oficina se dá por questões de pagamento do concerto, o que não é verdade, e mais, a prefeitura já gastou uma outra bagatela enorme em dinheiro com o mesmo ônibus e não deve qualquer centavo a oficina. Quem também foi visto no pátio da empresa foi uma das camionetas S10, da vigilância sanitária, mas segundo informações sua recuperação é inviável financeiramente.

Agora é preciso também que se entenda que os alunos não podem ser prejudicados ante fatos desta natureza, pois outro transporte deve imediatamente ser disponibilizado para as aludidas locomoções.

Escrito por Tadeu Sá.

“O que era luto, virou luta.” Com este jargão, cerca de 130 Conselheiros Tutelares de 28 cidades do Estado de Pernambuco, se reuniram durante todo o dia de hoje (27.03) na Cidade de Salgueiro – PE e deliberaram em assembleia geral sobre diversos temas que dizem atrapalhar os trabalhos dos colegiados. O evento aconteceu no Spaço Fest e contou com a presença do Prefeito Marcondes Libório de Sá, que abriu a reunião e deu boas vindas aos convidados.

De acordo com os organizadores do evento, várias são as ações que interferem direta ou indiretamente no desenvolvimento das funções previstas no Art. 136 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Após o assassinato de três Conselheiros Tutelares e de uma idosa ocorrido em Pernambuco, numa ação macabra que ficou conhecida como “Chacina de Poção“, a verdade é que os conselheiros, antes abandonados a própria sorte, passaram a cobrar melhores condições de trabalhos.

Através dos encontros regionais que estão sendo propostos, são discutidas as dificuldades, sendo em seguida elaborado um documento com o que foi acordado e, que posteriormente, será levado ao Governador Paulo Câmara, TJPE, Procuradoria Geral de Justiça, Ouvidoria das Polícias e até ao Conselho Nacional de Justiça.

No documento, são enumeradas as ações que não dizem respeito ao órgão, sendo pedido as autoridades citadas para que determinem aos Juízes, Promotores Públicos, Delegados, Prefeitos e Secretários, que se abstenham de criar novas atribuições que não são previstas no ECA e que cessem de uma vez, com determinações em relação aos conselheiros, pois estes gozam da autonomia.

Dentre inúmeras, foram citadas com mais frequência determinações judiciais abusivas para que cumpram com mandado de busca e apreensão, acompanhamentos de visitas por quem deseja a guarda de um infante, exigências de acompanhamento em audiências nas dependências do Poder Judiciário, transporte de crianças/adolescentes que são alvo de violência sexual quando do encaminhamento destes para o IML, requisição para que os conselheiros possam acompanhar adolescentes que tiveram determinada medida sócio educativa, determinação para que os colegiados fiscalizem bares e locais onde acontecem festas abertas, etc.

Além dos pontos já citados, os conselheiros presentes elegeram também a comissão regional que fará parte do processo da reestruturação da ACONTEPE – Associação dos Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares do Estado de Pernambuco, ficando como responsáveis pela comissão, os profissionais Aldízia Alves (Itapetim), Severino Pedro (São José do Egito), Help (Arcoverde), Antônio Alves (Serra Talhada) e Charles Sá, que desistiu da indicação abrindo vaga para o colega da mesma cidade, Yrisson Laércio (Belém do São Francisco).

Ao final do encontro, aconteceu a plenária que aprovou o relatório final das demandas aprovadas, não sendo descartada uma paralisação das atividades em nível nacional, caso as mesmas não sejam atendidas.

Escrito por Tadeu Sá.

Sem títuloNo inicio da semana os prefeitos pernambucanos, dentre eles Gustavo Caribé, de Belém do São Francisco, participaram do lançamento da terceira etapa do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM 3).

O fundo, que foi criado em 2013, ainda na gestão do ex-governador Eduardo Campos, visa apoiar os municípios pernambucanos na implantação de projetos que contribuam para o desenvolvimento municipal e permitam a retomada da realização de investimentos.

Em Belém, através do fundo de participação, afirma a prefeitura que investiu aproximadamente 2 milhões em obras, entre elas a urbanização e a construção de 16 box’s do Centro de Atividades Econômicas (Pátio da Feira), as pavimentações dos bairros Belo Horizonte e Emec, além da pavimentação da comunidade de Cachauí de Baixo, localizada a 32 km da sede. O primeiro como se sabe vem tendo sua entrega constantemente anunciada, mas a obra não é concluída, de forma que com mais este FEM se espera agora que finalmente seja o mesmo entregue a população.

Para ter direito aos recursos, o equivalente a uma parcela do FPM, o município terá que prestar contas do FEM 2 e apresentar o projeto que pretende executar com a verba deste ano. Para facilitar a vida dos prefeitos, inclusive possibilitando maiores economia, o Governo do Estado vai colocar um “escritório de projetos” à disposição dos prefeitos.

Embora o FEM satisfaça enormemente os prefeitos, ultimamente ele vem sendo bastante questionado, inclusive a deputada, Priscila Krause, do DEM, cujo partido apoia o governador, da tribuna da Assembleia Legislativa do Estado denunciou que pouquíssimos prefeitos prestaram contas dos FEM anteriores.

Escrito por Tadeu Sá.

COM MAIS DINHEIRO AGORA SE ESPERA QUE A OBRA TERMINE.

Na quinta-feira, 26, dezenas de agricultores dos projetos irrigados de Pedra Branca e Rodelas, ambos na Bahia, bloquearam a BR 116, na altura do povoado do Umbuzeiro, município de Abaré, de forma que quilométricas filas de veículos pesados se formaram de um lado e do outro da pista. Na barricada foram colocados paus, pedras e pneus em chamas, impedindo assim o trafego de veículos pela BR, uma das mais movimentada do país. O protesto iniciou-se às 8 horas da manhã e se estendeu até às 14 horas.

O motivo do protesto foi à suspensão por parte da Celpe e da Coelba do fornecimento de elétrica para os projetos de irrigação, fato que aconteceu na quarta feira, e com isso os agricultores além de ficarem sem energia elétrica em suas residências, ainda ficaram impedidos de irrigar as culturas que produzem o que redundaria em enormes prejuízos. Afora os projetos acima, o mesmo aconteceu com relação aos projetos Icó Mandantes, Brígida e Caraíbas.

Na manifestação o que se viu foram à presença maciça de pessoas do município de Rodelas, inclusive vários índios e alguns vereadores, a exemplo de Sérgio Cruz (Toy), Vam e Berel. Ainda no local os manifestantes afirmavam  que se o impasse não fosse resolvido eles irão derrubar a rede transmissão de energia que liga Itaparica com a usina de Sobradinho.

O corte aconteceu em vista do débito de energia para com as fornecedoras que vem se acumulando há anos, e hoje chega ao valor de R$ 3 milhões de reais e o impasse se estabeleceu porque nem a Chesf, nem a Codevasf queriam arcar com o débito.

Ocorre que já noite, com o protesto já encerrado, a Codevasf, anunciou que de fato é a responsável pelo débito, de R$ 3 milhões. A garantia de que o a companhia assumiria a conta foi dada ao deputado Zeca Cavalcanti (PTB) pelo presidente da Codevasf, José Sólon.

Escrito por Tadeu Sá.

Sem título

A Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), em Petrolina, e a Prefeitura de Lagoa Grande estão dando seguimento às reuniões com o intuito de viabilizar um curso de capacitação que será oferecido aos servidores efetivos do município. Esta semana, o diretor acadêmico da autarquia, Antonio Habib, e o coordenador de Pós-graduação e Extensão, Carlos Gonçalves, receberam o prefeito de Lagoa Grande, Dhoni Amorim, e seu assessor Williams Bartolomeu.

A ideia da parceria é oferecer um curso de capacitação direcionado aos servidores efetivos de todos os níveis escolares. De acordo com o professor Antonio Habib, a proposta é transformar o curso de especialização em Gestão Pública (Gestão de Cidades) da Facape para atender à demanda do município.

O assessor Williams Bartolomeu destacou que Lagoa Grande necessita da qualificação de capital humano e um curso voltado para as áreas de Administração, Contabilidade Pública e Licitações atenderiam às expectativas.

Durante a reunião ficou acordado que as formalizações necessárias serão feitas para a oferta do curso de capacitação. “A ideia de nossa participação enquanto instituição é oferecer o curso em Gestão Pública com carga horária menor que a de um curso de especialização lato sensu, atendendo às demandas específicas do município, com foco na contabilidade pública, toda a parte de gestão, planejamento estratégico e incluir a dimensão jurídica e licitações”, explicou o professor Carlos Gonçalves. (fonte/foto: Ascom Facape).

BLOG DO TADEU SA

Uma bela ideia e o CESVASF como autarquia municipal de ensino deveria propor o mesmo a prefeitura de Belém do São Francisco e as demais da região. 

Escrito por Tadeu Sá.

Sem título

Eleito pelo povo com o fim de propor projetos que visem à melhoria na condição de vida do povo, o vereador Vanderlino Moreno, mais conhecido como Vandinho, não se acomoda com o cargo de vereador que exerce e diferentemente de muitos sempre vai aos órgãos públicos verificar as condições de funcionamento e neste sentido uma de suas bandeiras diz respeito a merenda escolar.

Nas ruas, Vandinho não perde a oportunidade de verificar o que acontece, inclusive com relação a alguns esgotos da cidade e dias destes seguidos foi visto com Raimundo Tavares e uma equipe da prefeitura sugerindo e apontando soluções para o represamento das águas dos esgotos que descem da Avenida Cel. Jerônimo Pires e estacionam defronte o cemitério antigo, causando odor insuportável e incomodo nas pessoas que passam pelo local e pelo visto a situação  melhorou significativamente.

Com a disposição de Vandinho, se ver que pode e deve o vereador na condição de representante do povo não só fiscalizar e propor projetos, mas  verificar também o que acontece na cidade e no seu entorno e com isso sugerir como fez Vandinho, e acompanhar os trabalhos dos funcionários do município.

Escrito por Tadeu Sá.

Sem título2

É com muita satisfação que hoje registro mais um passo importante como deputado federal já que serei relator do PL 8189/2014 (origem PLS 377/2011) do Senado Federal que institui a semana nacional de ações públicas e sociais no campo da Síndrome de Down” foi o que anunciou durante a semana o deputado federal por Floresta, Caio Maniçoba.

Com a conquista diz Caio, “Assim, teremos, mais visibilidade focada na pessoa portadora de down, através de promoções dos órgãos públicos responsáveis pela coordenação e implementação de politicas públicas voltadas à pessoa com a Síndrome de Down . O que ampliam-se as comemorações em torno do dia 21 de março já celebrado, mundialmente, como o dia da Síndrome de down”.

Sinto orgulho em defender projetos de inclusão e que promova a quebra do preconceito. Muita gente não sabe por que o dia 21 é dedicado a essa causa. Diz respeito à trissomia do cromossomo 21, isso significa que as pessoas que possuem a Síndrome de Down possuem três cromossomos número 21. Não é uma doença e sim uma alteração genética. Essa alteração determina algumas características físicas e dificuldades em absorver conhecimentos, mas esses indivíduos podem, igualmente, estudar e trabalhar” afirmou o parlamentar.

Recentemente, Pernambuco, deu exemplo de mais uma vitória da inclusão. O primeiro jovem com síndrome de Down formado em Turismo no Brasil acaba de ingressar no mercado de trabalho. Bruno Ribeiro, 22 anos vai atuar a partir do próximo mês na Secretaria de Turismo do Estado. O recém-formado vai trabalhar no setor de reestruturação e planejamento de turismo do Estado.

Escrito por Tadeu Sá.

Essa semana, o Distrito de Nazaré, município de Floresta recebeu a visita de 65 pesquisadores de todo Brasil. Fato inédito, isso se deu pela importância do local para a história do cangaço. Nessa visita, organizada pelo Grupo Cariri Cangaço, a Prefeita Rorró Maniçoba foi representada pela Secretária de Educação, Amanda Goiana.

Formado por historiadores, o grupo realiza palestras sobre o Cangaço em cidades por onde Lampião passou. O Governo Municipal está firmando parcerias para trazer essas palestras para o município.

Escrito por Tadeu Sá.

Desenvolvido por