Sem título

Em Cabrobó vereadores ficam com o povo e arrocha o prefeito Auricélio. Em Belém eles ficam com Gustavo que com muito dinheiro parte forte para a próxima eleição.

Como em Belém, o prefeito Auricélio Torres, de Cabrobó, recebeu todo passivo da Celpe e com isso enviou Projeto de Lei a Câmara de Vereadores, onde pelo qual instituiu a taxa de cobrança da iluminação pública do município, que igualmente ao nosso, doravante passará a ser responsável pela manutenção da rede de energia da cidade e distritos.

Em Cabrobó, no entanto, diferentemente de Belém os vereadores reduziram em 30% a taxa que vinha sendo cobrada pela Celpe, ou seja, quem pagava R$ 11,19 reais vai passar a pagar apenas R$ 7,83 e sendo assim, num gesto de enorme sensibilidade dos vereadores daquela cidade, mais de 300 mil reais da pesada carga tributária imposta aos cabroboenses será retirada das suas costas.

De acordo com o portal da prefeitura daquele município, no ano de 2014, a Celpe arrecadou com a referida taxa a importância de R$ 894.412,11, no mesmo período o consumo de energia elétrica dos prédios públicos e da iluminação da cidade foi na ordem de R$ 572.284,64. Também no mesmo mês da arrecadação os gastos com a manutenção e melhoramento do sistema custaram R$ 12.363,41. O total gasto entre consumo e manutenção, foi de R$ 584.648,05 no que restava para a prefeitura um saldo mensal de R$ 309.764,06.

BELÉM

No caso de Belém, foi justamente o contrário, uma vez que a taxa referida recebeu um aumento equivalente a 301%, e neste caso, uma residência que até o mês dezembro pagava apenas R$ 11,19, com o aumento concedido pela câmara e que em breve entrará em vigor, passará para R$ 44,94. Na vizinha cidade como visto, o cidadão pagará apenas R$ 7,83. Uma diferença absurda que recai nas costas da já sofrida população belemita. Cerca de 2 milhões de reais a cada mês e ninguém diz nada, nenhum pio.

CÁLCULOS

Considerando os cálculos de Cabrobó, que ao contrário de Belém encontram-se no Portal da Transparência, acredita-se que em números hipotéticos a Celpe recolhe mensalmente em nosso município algo em torno de R$ 600 mil, com o aumento, a prefeitura passará a recolher mensalmente cerca de R$ 2.406 milhões. Como a despesa de consumo da energia dos prédios da prefeitura e da iluminação pública é na faixa de R$ 409 mil, incluindo aí despesas com a manutenção da rede de cerca de 9 mil reais, Belém terá uma sobra mensal na ordem de 2 milhões de reais.

E mais, por ser dito valor totalmente belemita, caberá ao prefeito Gustavo Caribé decidir onde o mesmo será aplicado, inclusive nas muitas dívidas e salários atrasados que existem, no enfrentamento a muitos problemas sociais que vivenciamos, o certamente trará enorme alegria e felicidade geral para muitos,  inclusive com a possibilidade de Gustavo se agigantar para as urnas vindouras e com seu candidato impingir mais uma derrota aos que preferem calar-se, aos que não ouvem o povo, aos que de alguma forma serão beneficiados com ditos recursos.

Escrito por Tadeu Sá.

Categoria: Sem categoria

Um comentário até agora.

  1. paulo disse:

    vai eleger sem duvidas seu sucessor, com esse grupo que faz oposição não vão ganhar politica nunca, e com aquela “figura politica” na frente desse grupo é que não vão ganhar mesmo! todos que fazem o grupo da oposição sabem disso. desistam de politica….o grupo de gustavo é forte e não vai ser derrotado por esse grupo de oposição que nunca fez nada por belem, só pensam neles!

Deixe Seu Comentário


Desenvolvido por