Depois de 11 dias em greve resolveram os professores da rede municipal de ensino por retomarem as suas atividades, o que aconteceu após conversa mantida com o prefeito Gustavo Caribé, conversa esta que foi intermédia pela promotora pública, Dra. Sara.

Antes mesmos de decidirem pela greve e desta conversa, os professores estiveram com o secretario de educação, mas naquela ocasião os pleitos se querem foram discutidos, o que não aconteceu agora, já que o prefeito após ouvi-los garantiu que a folha dos professores em sala de aula, algo torno de 60%, serão pagos até o dia dez de cada mês, sendo que na ocasião o prefeito listou uma série de dificuldades para cumprir com as obrigações salariais não só dos professores, mas das demais categorias que fazem parte do quadro de funcionários da prefeitura.
Mesmo tratando-se de uma promessa, já que nada foi para o papel, quem saiu perdendo com o episódio foram os auxiliares de serviços gerais e os professores fora da sala de aula, aqueles que estão nas secretarias escolares e outros, que certamente continuaram a receberem seus salários para quando bem aprouver aos cofres da prefeitura e ao prefeito, o que verdadeiramente trata-se do mais profundo desrespeito para uma classe que embora humilde, é igualmente essencial a atividade escolar.
A conversa entre líderes grevistas e prefeito se deu de forma tranquila, com os dois lados se postando de forma humilde, com um diálogo franco e aberto, mas que na ocasião o prefeito se eximiu quanto aos descontos dos dias parados, deixando o caso a critério do secretario Hélio Roberto, que no outro afirmou que vai promover o desconto na folha salarial de cada um dos grevistas, o que causou revolta imediata, pois alguns logo disseram que não vão cumprir o calendário escolar, ou seja, não vão repor as aulas perdidas, o que prejudicará profundamente os alunos.
Com a decisão, os professores e auxiliares de serviços gerais imediatamente retornaram ao trabalho, o que se deu em desacordo com estes últimos, que mesmo assim prometem fazer greve branca com prestação do serviço de forma precária e lenta até que sejam igualmente tratados como os demais os professores, sendo que um deles revoltado afirmou: “nossas barrigas e as barrigas dos nossos filhos roncam igualmente a dos professores e esta dor só passa com alimentos na mesa de cada um, que como todos sabem tem dia para comprar, dia para pagar e dia para acabar, de forma que não podemos ficar a mercê do desequilíbrio financeiro que há em vista do empreguismo que reina na prefeitura”.
O interessante porem em todo processo da greve, foi que tudo aconteceu em vista da falta de diálogo que vivemos, ninguém foi capaz, ai leia-se o secretario de educação, vereadores e lideres políticos de intermediar muito antes esta conversa, já que tudo foi fruto apenas de um telefonema da promotora para o prefeito, aí tudo foi rapidamente solucionado e a promotoria pública mostra com isso que é mais forte que todo poder legislativo junto com os político que apoiam Gustavo.
Sinceramente não compreendo quantas dificuldades para que se busque o dialogo antes que o fato se estabeleça, e isto justamente acontece na era da telefonia móvel, da internet, dos inúmeros meios de comunicação que existem. É por isso que digo que o povo belemita tem que acordar para enxergar a realidade, é preciso que se acabe urgentemente com esta forma maniqueísta de governar.
Escrito por Tadeu Sá.

Foto: Blog do Didi Galvão.

Esta semana o Blog do Didi Galvão, da cidade de Cabrobó, apresentou matéria enfocando o ex-vice-prefeito e atual vereador Henrique Marcula acerca da sua candidatura a prefeito, sobre a administração municipal da qual seu filho é o vice e a respeito da crise financeira que as prefeituras dizem viver.
Na matéria que até hoje não foi contestada, o vereador que possui cinco mandatos, um deles como vice-prefeito, disse que é integrante da aliança que elegeu o Prefeito Gustavo Caribé (PSB), a quem também dá sustentação e como tal coloca seu nome a disposição do grupo com o intuito de contribuir com o próximo processo eleitoral.
Segundo o Blog do Didi Galvão, Henrique teria dito: “Acredito que tudo só se resolve com dialogo e a busca incessante do entendimento entre as partes, dessa forma, acredito que na hora certa as conversações darão rumo para a escolha do nome de quem será o candidato a Prefeito na sucessão municipal”.
Em relação à administração do Prefeito Gustavo Caribé, pelo que disse o Blog Henrique foi duto e não poupou papas na língua, já que disse “que não tem conhecimento do que de fato está acontecendo, apenas ouviu rumores, o que não serve como parâmetro para uma analise mais aprofundado” e “que mesmo fazendo parte da base do Governo, tendo sido vice-prefeito do próprio Gustavo, mesmo sendo pai do atual Vice Prefeito, nunca foi procurado e pelo que sabe o mesmo acontece com todos os outros colegas de parlamento”.
Sobre a crise financeira, o experiente parlamentar foi enfático ao dizer: “a falta de dialogo dos gestores ainda é o principal problema”.
NOTA DO BLOG DO TADEU SÁ
Dizer Henrique que não tem conhecimento da administração atual não convence ninguém, principalmente quando se sabe que ele é vereador, advogado e que tem a sua disposição o sagrado direito de obter da prefeitura toda e qualquer informação que necessite, basta apenas que protocole pedido junto à câmara ou por intermédio dele próprio através de “Pedidos de Informações”, sendo, pois obrigação do prefeito Gustavo Caribé em lhes repassar tudo quanto for solicitado num prazo máximo de 20 dias, sob pena de que se assim não proceder, que se intente com Mandato de segurança junto a justiça local, situação inclusive que pode lhes render até cassação seu mandato, desde que a câmara tenha peito para impor seu próprio seu direito e sua obrigação.
Afora este direito, mesmo que não queira Henrique adentrar por este caminho, legal e justo, que se aproxime do povo e os ouça, ainda assim uma análise cuidadosa quanto ao resultado que o povo impôs no pleito passado também o deixará bastante informado.
No que tange a falta de dialogo dos nossos gestores isto é coisa comum, eles só conversam com seus familiares, fato que Henrique conhece desde criançinha, não foi à toa que ele proferiu a celebre frase; “sou rei, mando eu, eu posso tudo”, o que se deu quando da escolha dos secretários em janeiro de 2013
Sobra sua candidatura a prefeito digo, ou Henrique abandona o caminho da perdição que se meteu, aprovando contas que não deveria aprovar, votando isenções fiscais que não deveria ter votado, ou ela jamais será prefeito.Todos sabem quem são os prediletos da elite política dominante, que são os mesmos de sempre, de João e Mané.
Escrito por Tadeu Sá.

Fernando com os prefeitos, Robson Leandro (Jatobá), Rorró Maniçoba (Floresta), Gustavo Caribé (Belém) Gustavo Cabral (Itacuruba), Dr. Neto (Carnaubeira da Penha) e Adalton (Ibimirim).

Pensando mais a frente, já que não é bobo, o senador eleito pelo PSB, Fernando Bezerra Coelho reuniu-se com aliados nesta quinta (13), com o fim de agradecer pelos votos recebidos e ao mesmo tempo também conversar sobre os pleitos dos prefeitos da região.
O encontro aconteceu na residência do ex-prefeito Manoel Caribé, pai do prefeito atual Gustavo Caribé, momento em que se fizeram presentes os prefeitos Robson Leandro (Jatobá), Rorró Maniçoba (Floresta), Gustavo Cabral (Itacuruba), Dr. Neto (Carnaubeira da Penha) e Adalton (Ibimirim), além evidentemente do próprio Gustavo e do senador eleito Fernando Bezerra.
Segundo informações do prefeito, durante a visita aconteceu mais uma reunião do COMSIM (Consórcio dos Municípios das Regiões de Itaparica e Moxotó), no entanto pelo que se viu uma boa parte dos prefeitos não se fizeram presentes, como foi o caso do prefeito de Petrolândia, de Tacaratú e quase todos da região do Moxotó.
Na pauta, foram discutidas alternativas para a implantação de sistemas integrados de produção apropriada para o auto-abastecimento e autonomia alimentar e produtiva. A proposta é que sejam atendidas 200 famílias na zona rural do município.
Dentre outros assuntos tratados na reunião, como pauta de reivindicações ao senador eleito Fernando Bezerra Coelho, lhes foi sugerido que diligencie com o fim de ser implantada na região uma CIRETRAN, como também uma GERES.
Escrito por Tadeu Sá.

Fernando Ferro promete rigor com os que deram as costas ao candidato do Partido.

Depois de empurrar com a barriga os casos de infidelidade partidária ocorridos em 2012, na eleição do Recife, o PT estadual decidiu agir de forma diferente este ano. Cerca de 100 lideranças petistas devem sofrer penalidades que vão da advertência à expulsão. A decisão foi tomada numa reunião na última terça-feira, por meio de um indicativo partidário, mas será ratificada num documento a ser elaborado na próxima segunda-feira. Os nomes ainda não foram divulgados e o partido ainda está recebendo denúncias, mas é certo que há cinco prefeitos da sigla, presidentes de diretórios municipais, vereadores e diversas lideranças políticas.
A decisão de expulsar os infiéis vai seguir alguns ritos próprios do PT. A executiva estadual vai apresentar uma resolução na segunda-feira que deve ser aprovada pelo diretório estadual do partido numa reunião programada para o dia 6 de dezembro. Os que assim procederam terão direito de defesa.
O PT tomou a decisão após fazer um balanço das eleições, discutir um calendário de atividades e debater o papel que o PT do Nordeste quer ter no próximo governo Dilma.
Segundo Teresa Leitão, os que estiveram presentes na reunião da executiva também fizeram uma reflexão profunda sobre o sentimento das urnas no primeiro e no segundo turno das eleições. Ela lembrou que a sigla teve uma derrota grande no primeiro turno ao não eleger João Paulo para o senado, ao perder todos os quatros deputados federais que possuía e de ter a bancada estadual reduzida de quatro para três deputados. “O recado dado ao PT foi muito duro e temos que decidir como vamos dialogar com essa massa que não apoiou o PT estadual no primeiro turno, mas apoiou a reeleição de Dilma”, ressaltou Teresa, lembrando que uma das respostas será expulsar os dissidentes do projeto do partido.
Este é também o mesmo pensamento do, deputado federal não reeleito Fernando Ferro, que disse à Folha de Pernambuco desta sexta-feira (14) que o seu partido (PT) não deve passar a mão na cabeça dos dissidentes que apoiaram Paulo Câmara (PSB) para o governo em detrimento de Armando Monteiro (PTB) que era o candidato oficial do partido.
Segundo ele, o PT tem que punir essas pessoas, sob pena de se transformar num partido convencional como o PMDB, por exemplo, onde cada um faz o que quer e não acontece nada.
“É assim, exigindo disciplina dos seus filiados que um partido se consolida. Senão, vira uma federação de interesses e de oportunistas, que usam a legenda quando precisam e, quando não precisam, passam a apoiar outros candidatos”.
BELÉM DO SÃO FRANCISCO
Embora não fazendo campanha ostensiva, o militante Licínio Lustosa foi o único petista no município que apoiou abertamente o candidato do PSB ao governo do Estado, Paulo Câmara. A decisão de Licinio teria acontecido à contra gosto dos seus próprios correligionários, mas que segundo ele se deu por uma questão de gratidão. No mesmo pleito Licinio, ai de forma incisiva apoiou um deputado estadual que não pertence à legenda do PT, nem que estivesse coligado com o partido, no caso o deputado estadual Rodrigo Novaes.
O INVERSO
Imagine se o mesmo fosse aplicado aqueles que usufruíram do governo Eduardo Campos durante seus oitos anos e na hora do voto preferiram justamente o candidato do PT, Armando Monteiro Neto. Será que continuaram assim, mais benefícios através do novo Governador deverão vir, mas no futuro novos votos contra acontecerão. Justiça deve ser assim, “dente por dente, olho por olho”.
Escrito por Tadeu Sá.

Ao meio dia de quinta feira, dia 13, uma fumaça muito forte e escura anunciava bem distante que algo errado estava acontecendo na entrada da cidade de Belém do São Francisco, mais precisamente na BR 316, defronte a Companhia de Policia Militar, o que fez muitas pessoas correr para o local.
Ao chegarem logo se observou que era uma camioneta tipo F.4000, de cor azul, com placa de Floresta, cujo proprietário é conhecido como Tonho das Frutas e reside bem próximo de Vaninha Distribuidora de Bebidas, em Belém, que ao chegar à entrada da cidade procedente de Floresta, misteriosamente viu seu carro pegar fogo, no que fez com que várias pessoas que estavam nas proximidades se mobilizassem, inclusive com o uso de carros pipas para conter as chamas, o que foi conseguido um bom tempo depois.
Mesmo com todo fogo não se verificou qualquer dano físico quanto às pessoas que seguiam no automóvel, pois logo que o fogo começou seu proprietário saiu do interior do carro em companhia de um filho e de outro passageiro, que nervosos ajudaram os populares na tarefa de apagar as chamas, mas que na ocasião todos tinham o cuidado de não aproximar do veiculo, pois temiam uma explosão em vista do combustível existente no tanque. (Foto: Daniel Lima/Henrique Novaes).

Escrito por Tadeu Sá.

Janilton Cesário é acusado do duplo homicídio, mas ele nega.

Na terça feita, dia 11, cenas de violência voltaram a acontecer no município de Carnaubeira da Penha, mais precisamente, na Serra do Umã, quando mãe e sua filha foram assassinadas a tiros de revolver, pauladas e golpes de faca peixeira. Segundo apurou-se, a mãe da menor era deficiente da visão.
O duplo assassinato aconteceu com as pessoas de Eliane Maria da Silva, de 35 anos e sua filha Eliane Maria da Conceição, de apenas 11 anos. O assassino segundo foi divulgado trata-se da pessoa de Janilton Cesário da Silva, que além de ser tio da senhora Eliane Maria da Silva, era professor da menor Eliane Conceição.
Quando a policia chegou ao local palco do crime já encontraram os corpos estendidos no chão, sendo que a menor estava fora da casa, no local ainda foram encontrados os instrumentos utilizados no crime, um revolver, uma faca peixeira e uma moto. Após a prática delituosa o acusado evadiu-se para lugar incerto e não sabido, mas posteriormente veio a se entregar a policia.
O motivo do crime não se pode afirmar que esteja esclarecido, mas há fortes indícios de que a menor poderia estar sendo abusada sexualmente na ocasião do fato, inclusive sua blusa estava levantada. O acusado nega que tenha cometido o duplo homicídio, no entanto o juiz da Comarca de Floresta, Dr Marcos Gadelha, decretou a prisão preventiva do elemento preso, o qual se encontra recolhido a cadeia de Belém do São Francisco.

Escrito por Tadeu Sá.

Comerciantes na Câmara contra medida de Juiz.

No início da semana, comerciantes e proprietários de bares, trailers e distribuidoras de bebida de Rodelas compareceu a câmara de vereadores da cidade, pois segundo alegam estão sendo prejudicados com medida do juiz da Comarca de Chorrochó – BA, Dr. Matheus Martins, que através de portaria impôs horário para funcionamento de bares e vendas de bebidas alcoólicas no município,.o que segundo alguns vem trazendo enormes prejuízos a categoria, pois todos devem suspender a venda de bebidas às 20 horas nos dias de domingo, que é dia de feira e às 16 horas, nas segunda.
Na sessão, vários comerciantes se manifestaram tanto sobre a lei, quanto à segurança na cidade. Na primeira questão, querem a revisão dos horários definidos na portaria. Sobre a segurança apontaram a necessidade de mais policiais para o município e assim possam ocorrer mais rondas ostensivas na sede e no interior, outros, no entanto criticaram o fato de que quando precisam de atendimento da policia civil ligam para a Delegacia, mas o telefone toca e não é atendido.
Sobre a questão atinente a venda de bebidas, o vereador Toy disse que só tomou conhecimento do assunto no último domingo e que acredita ser importante discutir essa situação em uma reunião com os membros do poder legislativos, executivo e judiciário, além dos próprios comerciantes.
Já o vereador Jackson de Matinha achou um absurdo os estabelecimentos fecharem às 20 horas do domingo, pois, normalmente, esse é o horário em que as pessoas estão saindo de casa para a rua e, no caso da segunda, não vê necessidade dessa medida, já que não é dia de feira.
O vereador Silvio Romero por sua vez enfatizou que Rodelas está muito violenta, apresentando muitos roubos e até homicídios e que, nesse caso é preciso um policiamento efetivo que aborde todos os cidadãos, pois quem deve ter medo de policia é bandido. Ele pediu aos seus pares para irem a Paulo Afonso para fazerem essa cobrança ao comandante da Policia Militar ou que seja marcada uma audiência na cidade de Rodelas. Na mesma ocasião Romero disse que irá fazer o que for possível para que os comerciantes não sejam prejudicados em relação ao horário de funcionamento dos seus estabelecimentos.
O Presidente da Câmara, Van de Chico, disse que irá marcar uma audiência com o Juiz para que essa questão seja discutida e os interessados possam chegar a um consenso.
Na mesma ocasião os comerciantes informaram que pretendem se reunir com a comunidade onde pretendem colher um abaixo-assinado para solicitar mudanças na portaria em referencia. (Fonte: Blog Velho Chico).

Escrito por Tadeu Sá.

Na manhã da última quarta-feira (12/11), por volta das 09h00min, quatro elementos encapuzados, usando armas longas, praticaram vários assaltos na BA-210, perto da entrada das agrovilas AR-07 e AR-08, no município de Rodelas – Bahia.

Segundo as informações, os elementos conduziam as vítimas para dentro da caatinga e praticavam o assalto, uma das vítimas que não quis ser identificada, disse que foi levada para o interior da caatinga e somente  liberada por volta das 10 horas da manhã. Como não há providencias é vida que segue (Fonte: Portal Formosa, através do Blog Barra Fuxico).

Escrito por Tadeu Sá.

Adarico, a policia no seu encalço.

A Polícia Federal acionou a Interpol para tentar localizar o tio do deputado federal recém-eleito, Mario Negromonte Filho, que também vem a ser irmão do ex-ministro Mário Negromonte, que durante certo tempo ocupou a pasta das Cidades no governo Dilma Rousseff. Adarico Negromonte, como é conhecido, vem sendo acusado de formação de quadrilha e corrupção ativa. A PF fez buscas no apartamento dele em São Paulo, mas não o encontrou.

O irmão do ex-ministro era subordinado ao doleiro Alberto Youssef, um dos operadores do esquema de corrupção na Petrobras e lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões.

O juiz Sérgio Moro, da Justiça do Paraná, determinou a prisão temporária de cinco dias de Adarico Negromonte (se fosse um ladrão de galinha por certo seria de seria por cinco anos). Segundo os investigadores há dois meses ele não é localizado.

O irmão de Adarico, ex-deputado Maio Negromonte, vez por outras se envolve em denuncias desta natureza, mas por via de regra sempre se sai bem, e ainda por cima foi recentemente agraciado com o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, uma escolha do Governador Jaques Wagner em troca do cargo de vice-governador. Com a incumbência dada ao político, será ele um dos que vai investigar prefeitos corruptos do seu estado.

Escrito por Tadeu Sá.

Juíza Maria Segunda.

A juíza Maria Segunda Gomes de Lima, que iniciou sua carreira na Comarca de Belém do São Francisco, de onde foi removida posteriormente para a comarca de Cabrobó, foi à juíza responsável por presidir o julgamento do trio conhecido como Canibais de Garanhuns, cujo julgamento começou na manhã de quinta-feira (13), mas que somente terminou no inicio da noite de sexta feita (14).

Num dos casos mais importante da política do município de Belém do São Francisco, foi à juíza Maria Segunda que liminarmente suspendeu a tramitação da CPI que visava cassar o mandato do então prefeito Aníbal Roriz. Na ocasião a oposição e situação de hoje queria retomar o poder a todo custo, eles não se conformavam por ficar debaixo politicamente. No fim a CPI não deu em nada.

No último pleito eleitoral Maria Segunda presidiu as eleições acontecidas no município de Floresta. Antes, porém ela presidiu diversas eleições do município de Itacuruba.

O CASO DOS CANIBAIS:

O julgamento foi referente ao assassinato da jovem Jéssica Camila da Silva, morta em 2008, na cidade de Olinda.

Jéssica era moradora de rua em um bairro da Zona Sul de Recife e, após se mudar para a casa dos três acusados, que formavam um triângulo amoroso, foi morta a golpes de faca, esquartejada e teve sua carne consumida pelo trio. Segundo os acusados, a intenção era ficar com a filha da vítima, já que não conseguiam ter filhos. De acordo com as investigações, a criança, na época com menos de dois anos, teria consumido a carne da própria mãe.

Os crimes cometidos pelo trio canibal foram descobertos na cidade de Garanhuns, no Agreste do estado. Na cidade, eles enterraram os restos mortais de duas mulheres. Os acusados confessaram à polícia fazer parte de uma seita chamada “Cartel”, que pregava a purificação humana e o controle populacional. Para isso, eles escolhiam vítimas, como mulheres que tinham muitos filhos, mas não possuíam condições de criá-los.

A defesa tentou provar que o acusado sofre de esquizofrenia. No caso das defesas de Bruna e Isabel, a tese é de que Jorge exercia grande influência sobre elas e cometia os assassinatos nos rituais satânicos. A alegação é de que as duas mulheres tinham uma dependência emocional muito grande de Jorge. Para a promotora Eliane Gaia, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), os laudos periciais confirmam que os réus não sofrem de problemas mentais.

Os réus foram denunciados pelo MPPE por homicídio quadruplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima e com a finalidade de assegurar a realização de outras práticas criminosas), vilipêndio (prática cometida contra o corpo de um ser humano) e ocultação de cadáver.

Terminado os debates, os acusados foram submetidos a julgamento pelos jurados, sendo que todos foram condenados pela morte da adolescente. O trio foi condenado por homicídio, vilipêndio (agressão ao cadáver) e ocultação do corpo.

Jorge Beltrão cumprirá 21 anos e 6 meses de reclusão e mais 1 ano e 6 meses de detenção; a ré Isabel Cristina foi condenada a 19 anos de reclusão, enquanto Bruna Cristina terá que pagar 19 anos de reclusão, além de um ano de detenção.

Escrito por Tadeu Sá.

Desenvolvido por