Antiga “fãs lanchonete” fecha porta. É sinal de forte crise que a muito assola o município.

Tornou-se comum em Belém assistirmos passivamente o fechamento de várias empresas comerciais, delas inclusive com muitos anos de funcionamento, o que redunda em mais desemprego e enfraquecimento do comércio local.

Tudo se iniciou com o fechamento de um do mais importante comércio de móveis e eletrodomésticos de Belém do São Francisco, pois após suceder à antiga Casa Aliança e Tradição – Móveis e Eletrodomésticos, a Electra fechou suas portas e com isso o tradicional ponto comercial encontra-se desativado. A loja Aliança se instalou na cidade nos anos 70 e empregava cerca de 15 pessoas.

Quem também fechou suas portas foi a Churrascaria Belém, e com isso outro ponto importante de comércio da Avenida Cel. Caribé, o primeiro do lado esquerdo da entrada da cidade encontra-se fechado e novamente mais desemprego. Outro que também modificou sua forma de atendimento foi Hotel Brisa, que deixou de ser hotel para funcionar apenas com locação dos seus apartamentos. Como o Brisa e a Churrascaria Belém, inúmeros outras estabelecimentos comerciais de menor porte encerraram suas atividades.

Afora estes, mais recentemente quem fechou suas portas foi uma das mais antigas lanchonetes em funcionamento na cidade, a “Fãs Lanchonete”, que foi fundada a mais de cinquenta anos, empreendimento implantado pelo saudoso comerciante, Antônio Pires Rodrigues, popularmente conhecido por Antônio de Florismundo. A Fãs Lanchonete embora simples, era ponto de encontro das pessoas que para lá se dirigiam com o fim de beber uma cerveja bem gelada, além de discutir política, agricultura e outros assuntos do nosso cotidiano.

A causa do fechamento, segundo comentou-se, foi um pequeno reajuste no aluguel do prédio, que mesmo sendo de pouco valor, impossibilitou a manutenção do estabelecimento por parte do seu administrador, senhor Marcos, mais conhecido como “Debrus”. Debrus preferiu mudar seu ramo de atividade.

Estes fatos infelizmente são motivados pela longa e penosa crise econômica que Belém vem enfrentando nos últimos anos, o que se acentuou mais ainda em vista da crise que assola o país, o que demonstra claramente a recessão que vivemos, que como dito implica em mais desemprego e acentuado declínio do nosso comércio.

Escrito por Tadeu Sá.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por