Sem vigilantes, entidades ficam expostas aos bandidos.

Na madrugada de domingo para segunda feira, do dia 27 para o dia 28, ladrões aproveitando-se do reduzido efetivo policial da 1ª. CIPM, arrombaram a Escola Diocesano de onde levaram uma boa quantidade em comida, já no centro José Cantarelli os meliantes levaram alguns aparelhos eletrônicos. Este tipo de crime e assaltos virou uma realidade não só na cidade, mas em todo município.

No colégio Diocesano Virgem do Patrocínio, um dos arrombadores ainda teve a audácia de deixar um escrito na parede onde recomendam: “Diga sim ao crime”, mas ao final da frase adverte, “Aqui ninguém é mais importante. Cada um é importante a medida que executa sua função. Roubei para criar meus filhos”.

Afora estas lamentáveis notícias, outras também dão conta que vacas e bois estão sendo abatidos nos arredores das cidades e a carne  levada pelos meliantes. No local fica apenas o couro e os vísceras dos animais. Furtos de cabras e ovelhas ninguém mais fala. Estamos ao Deus dará.

Já na madrugada do sábado para domingo, dia 03, elementos ainda não identificados, usando uma carroça de tração animal arrombaram as portas da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB). Segundo as informações os meliantes levaram na mencionada carroça uma geladeira, uma caixa de som amplificada, botijão de gás e outros equipamentos. Ainda no final de semana anterior uma outra notícia se espalhou pela cidade, e continua dando muito o que falar, um ladrão solitário, montado em um cavalo, perambula pelas ruas assaltando quem encontra pela frente.

CAUSAS

O pior é que esta situação acontece em face do reduzido efetivo policial, não só de Belém, mas de toda região e isto leva as pessoas a viverem em permanente estado de medo. Por onde o cidadão anda só ouve falar em furtos, assaltos e de vez enquanto em latrocínio.

A situação tem sim que ser vista pelo lado político. É preciso que o cidadão cobre dos políticos uma situação que se não puder pôr fim ao que acontece, que pelo menos reduza o grave quadro que vivemos e o momento é mais que propício para isto, já que estamos à beira das eleições para presidente, governador, senadores, deputado federal e estadual e sendo assim, que cada um faça valer seu voto, cobrando e exigindo deles uma segurança eficiente para toda região.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por