Um adolescente de 15 anos processou a própria mãe depois que esta lhe tomou o celular para que ele parasse de jogar e se concentrasse nos estudos.

O caso aconteceu em Almería, na Espanha. Era 28 de fevereiro, quando se comemora o Dia de Andalucía e, portanto, feriado. O site La Voz de Almería reporta que Maria Angustias H. H, de 37 anos, queria que o filho largasse o aparelho; como ele não o fez, ela decidiu pelo confisco, o que fez com uso “leve” de força, segundo afirma.

O caso foi parar nas mãos de Luis Miguel Columma, Juiz do local, que não só absolveu a mãe como ainda lembrou que a lei exige que ela tome atitudes como aquele, já que é dever dos responsáveis garantir que as crianças e adolescentes do país tenham boa educação.

Ela não seria uma mãe responsável se permitisse que seu filho se distraísse com o celular e falhasse nos estudos“, afirmou Columma na sentença, conforme reporta o The Local.

Escrito por Tadeu Sá.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por