Visando reivindicar seus direitos, Agentes de Saúde de Belém do São Francisco, foram para ruas não para comemorar o dia que nacionalmente lhes é dedicado, nem para trabalharem, mas para protestarem, pois segundo alegam não há o que comemorar, haja vista que a classe enfrenta enormes dificuldades no seu trabalho.

Os problemas segundo os agentes são diversos e vão desde a não implantação da insalubridade, passando pela questão da locomoção já que por não possuírem transportes para suas locomoções terminam locando motos com diária na razão de R$ 50, o dia e quando chega no final do mês muitos deles não fica com quase nada dos seus rendimentos.

Além destes problemas, a dificuldade para chegar aos locais mais distantes, principalmente as ilhas, é enorme, também reclamam do plano de cargos e salários, falta de concurso público para preenchimento das vagas existentes já que há inúmeras áreas descobertas, falta de material didático, fardamento e até protetor solar falta, pondo desta forma em risco a saúde dos agentes que se expõem em demasia ao sol.

O protesto iniciou-se na sede da associação que fica localizada na avenida Cel. Caribé, defronte a secretaria de saúde, mas logo ganhou as ruas, passando pela para a prefeitura, mas ninguém apareceu para recebê-los. Da prefeitura, todos portando cartazes com suas reivindicações seguiram para o coreto da Cel. Jerônimo Pires, local onde diversos discursos em favor da categoria aconteceram.

O Blog esteve na associação dos agentes de saúde e lá em conversas com eles pode verificar o que de fato acontece, muita dificuldade para o exercido de uma profissão que é de suma importância para a população, de forma que faz um apelo aos vereadores que ficam bem a frente da associação, para verificarem o que acontece e com isso intercederem junto ao prefeito para o atendimento naquilo que é necessário e de urgência.

Escrito por Tadeu Sá.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por