(Foto: Ivaldo Reges)

No início do mês o Blog do Carlos Brito, da cidade de Petrolina, noticiou que o senador e pretendente ao cargo de governador do Estado, Fernando Bezerra Coelho, definiu seu candidato a deputado estadual. Segundo o conceituado blogueiro, o senador aposta numa indicação caseira e por isso resolveu lançar seu terceiro filho, Antonio Coelho, para a disputa. Antônio possui apenas 22 anos e trabalha numa Empresa de diagnóstico médico localizado na capital paulista.

VORAZ APETITE:

Com o anúncio, Fernando Bezerra Coelho mostra mais uma vez que não confia em ninguém, se não nos seus, como também o apego exagerado para indicar apenas os filhos como candidatos aos cargos eletivos, tanto que além do cargo de senador que exerce, Fernando possui um filho, Fernando Bezerra Filho como deputado Federal e ex-ministro da Petrobrás e Miguel Coelho, ex-deputado Estadual, mas agora prefeito de Petrolina. Este último se elegeu no pleito passado para deputado estadual mas não passou dois anos na Assembléia Legislativa, preferiu abandonar o cargo e partir para a disputa de prefeito da sua cidade, onde terminou sendo eleito. Afora isto, como já dito anteriormente, Fernando mesmo estando no meio de um mandato de senador ainda pretende concorrer ao governo de Pernambuco.

Para a foto ficar mais ainda no gosto de Fernando Bezerra, só falta eleger o filho caçula Antonio para deputado estadual. Quem sabe se depois não virá a esposa para ocupar umas vices dos postulantes ao palácio do governo.

SEGUNDA OPÇÃO:

Ainda segundo Carlos Brito, Antônio não deve ser o único candidato do grupo Bezerra Coelho em Petrolina. A vereadora Maria Helena também tenta pavimentar seu caminho como candidata, e segundo o Blog, deverá ser o segundo nome do grupo Coelho, pois Fernando historicamente sempre lança dois nomes para deputado estadual. Ninguém sabe no entanto, como ficará os primos de Fernando, José Coelho, filho do empresário José Coelho, que também sonha com o cargo, a ponto inclusive de já ter diversos carros plotados com seu nome e o ex-deputado federal Guilherme Coelho, também ex-prefeito de Petrolina.

QUEM CONHECE SABE:

Quem conhece a história política de Petrolina sabe muito bem que Coelho só apoia Coelho, e fora da família, isto aconteceu pela última vez em época remota, quando o empresário Diniz de Sá Cavalcante foi apoiado para prefeito e posteriormente deputado estadual, mas este apoio aconteceu em face de Diniz ter uma votação segura nas áreas periféricas de Petrolina e na ocasião os filhos do senador sequer eram nascidos e se era, ainda andavam de colo em colo.

INSATISFAÇÃO:

A disposição do senador em lançar seu filho desagradou muita gente, a ponto inclusive de outros postulantes, como o tarrachiense Orlando Tolentino, irmão do prefeito Umberto Gomes de Chorrochó, desistir pela segunda vez de sua candidatura. O vereador Rui Vanderley, o ex-secretário Coronel Heitor Leite e o vereador Dr. Pérsio, também postulavam candidatar-se mas esbarraram no pesadelo de não serem os ungidos do grupo coelho.

Orlando Tolentino, vereador Rui Vanderley, o ex-secretário Coronel Heitor Leite e o vereador Pérsio, sabedores dos desejos familiares de Fernando Bezerra, logo desistiram da disputa.

RACHA EM BELÉM:

A insatisfação com o lançamento e com outros acontecimentos também chegou em Belém, diversos eleitores, cabos eleitorais e vereadores de Gustavo Caribé não ficaram satisfeitos com a notícia. Muitos acalentavam o sonho, diante do apoio ostensivo que Gustavo e seu pai Manoel Caribé sempre vem prestando a anos a família Coelho, que Fernando pudesse ajudá-lo na sua candidatura, mas como visto não é o que acontece, pois até se comenta na cidade que o ex-prefeito Jetro Gomes, de Santa Maria da Boa Vista, estaria inclinado a apoiar a candidatura de Gustavo, mas foi persuadido a mudar de ideia e agora apoia o filho de Fernando.

Jetro Gomes seria um bom apoio para Gustavo e aumentaria muito suas chances de vitória, mas segundo comentários uma conversa com Fernando levou o político a apoiar Antonio Coelho.

PREGO BATIDO PONTA VIRADA:

Vereadores Vandinho, Aída Nogueira, Presidente Joase Campos e o ex-vereador Batista Cícero, todos caribezistas, apoiam Fernando Monteiro para Deputado Federal.

No caso de Belém, a insatisfação com Fernando chega a tanto que numa reunião realizada a poucos dias na residência do empresário Gilmar Freire, muitos caribezistas, inclusive os vereadores Antonio de Eurípedes, Joase Campos, Vandinho Marcula e Aída Nogueira, o ex-prefeito Hugo Carvalho, os ex-vereadores Bastista Cícero, José Neto, Moacir Pezão, o sindicalista Zé Rosa e outros tomaram café com o ex-deputado federal Fernando Monteiro, do PTB, e lá ficou decidido que o grupo apoiará Monteiro para deputado federal, e se é assim, significa dizer que o grupo não apoia o deputado Federal Fernando Filho na sua reeleição.

Reunião na casa de Gilmar contou muitas lideranças, políticos e a conversa por lá nem de perto se falou em Coelho.

Afora a falta de apoio por parte de Fernando a Gustavo Caribé, o senador de última hora sugeriu a vereadora Maria Helena, de Petrolina, que se filiasse no PRTB, partido pelo qual Gustavo concorre ao cargo, ou seja. Fernando ao invés de unir a família dos dois pré-candidatos em favor de Caribé, já que Helena é prima deste, ou de afastar a candidatura do filho e apoiar os dois, coloca um contra o outro, põe mais lenha na fogueira e o que já era difícil para Gustavo, mas não impossível, vai criando mais dificuldades ante a candidatura de peso que a vereadora Maria Helena representa, pois mesmo parentes, a família se divide e Maria Helena vai garimpar votos no mesmo terreiro que Gustavo também vai garimpar. Neste caso o espaço vai ser pequeno para um dos dois.

SEMELHANÇA E ENSINAMENTO:

O desejo implacável e a ânsia desenfreada de Fernando por cargo eletivos para os filhos é tão grande que muito se assemelha a política de Belém, já que aqui apenas os membros das famílias Lustosa ou Caribé conseguem eleger prefeitos, tanto que já se sabe quem serão os próximos e o resultado disto tudo estar aí, mas o caso de Fernando vai muito mais longe ainda, pois até seus adversários mais ferrenhos aprenderam a lição, como é o caso do ex-prefeito Júlio Lóssio,  que além de ser pré-candidato ao governo de Pernambuco pelo Rede Sustentabilidade, ainda lança sua esposa, Andréa Lóssio, como candidata a deputada estadual.

Tenho impressão as vezes que vivemos numa selva cujo reinado no mundo dos animais pertence aos Coelhos, mas mesmo pensando assim, ouso discordar, quem quiser votar que vote, mas que vote lembrando da inércia deste povo com relação ao nosso município, município que sempre fica esquecido, embora Fernando tenha sido secretário de Estado, ministro da Integração Nacional e seu filho ministro da Petrobrás, mas que somente Petrolina cresce, somente Petrolina é beneficiada com suas ações, e cresce justamente por conta dos votos daqueles que ainda insistem com esta política patriarcal desmedida e ambiciosa do ponto vista da pessoalidade.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por