Mesmo sendo um povo que tem um medo enorme de perseguição e que por isso são arredios a política, que não discute o assunto e pouco se incomoda com o que acontece na terra, inclusive os inúmeros fatos negativos, os  belemitas se inquietam quando os nomes dos possíveis candidatos aos cargos de prefeito e vice demoram a ser lançados. Todos querem saber quem são, mas pouco são aqueles que se dispõe a lutar em defesa de uma candidatura que reveja a conjuntura sofrida que vivemos e a própria a cidadania. Convidar uma pessoas para ser candidato e poder fazer frente por exemplo ao que está aí, nem pensar, para muito é coisa de doido, menos para as famílias, Lustosa, Caribé e Marcula. O trio de ferro da política local.

Diante desta situação, já que o carnaval passou e o segredo que não é segredo, não foi revelado, uma grande parcela destas pessoas não conseguem dormir direito, e acordados, o que mais se comenta em tudo quanto é lugar, é que o candidato é fulano, sicrano, beltrano, ou o diabo quatro, mas todos dentro da mesma coisa. O mesmo também acontece com relação aos candidatos ao cargo de vice e sobre quem vai entrar na dança do pula/pula, ou do muda/muda, embora na conjuntura atual isto pareça impossível pois dois dos candidatos pertencem à mesma família, ou seja, Lustosa, o que significa dizer que mudar não significa mudança, e pela primeira vez nesta condição e na história política do município, mesmo sendo uma das menores famílias a residir na terra, vão ter, segundo estes comentários, dois candidatos ao cargo de prefeito, todos do mesmo sangue, um é primo do outro.

Sem cerimônia, Lustosa pode se dividir mais uma vez e ter dois candidatos a prefeito do município. Para dá a testa, apenas a professora, Socorro Batista.

Sem cerimônia, Lustosa pode se dividir mais uma vez e ter dois candidatos a prefeito do município. Para dá a testa, apenas a professora, Socorro Batista.

Sem título

DECLARADOS:

Pois bem, pelo menos quanto aos candidatos a prefeito de dois dos principais partidos, o PMDB e o PSD, já se tem como certo que os nomes dos que concorreram ao cargo de prefeito, respectivamente são, o da professora Socorro Batista e o também professor, Licínio Lustosa, que no último pleito foi derrotado para o mesmo cargo que pretende disputar.

ESPECULAÇÕES:

As novas especulações no entanto dão conta, principalmente do que se ouve desde a semana passada, que o grupo do prefeito Gustavo Caribé, resolveu abrir o jogo e o nome do comerciante, Deoclécio Lustosa, surge como candidato a prefeito. Deoclécio, além de parente, é casado com uma prima legitima de Gustavo e por via de regra, primo de Licínio. A outra versão que corre de boca a miúda, é que o outro grupo Lustosa, este liderado por Licínio, teria decidido que o candidato a vice-prefeito será o também comerciante, Eduardo Mendonça Coelho. Eduardo, muito embora não conste do seu nome, é Lustosa e Caribé, da mesma forma que os outros.

Acontece que mesmo diante dos fortes comentários, uma liderança do grupo Lustosa, destas que pretende a vaga de vice, nos informou que isto não existe e que na quarta-feira passada, dia 2, todo grupo esteve reunido na Fazenda Pantanal, mas que lá ninguém falou no nome do provável candidato. Pois é, isto pode até ser verdade, mas também pode ser verdade o fato do vice já ter sido escolhido, mas que não foi anunciado para evitar arestas muito cedo, daí a desnecessidade de se falar no assunto, e nesta circunstância então, o vice deve ser mesmo, Eduardo. Eduardo até o momento não desmentiu os comentários.

Sem título Já pela terceira via política, ou seja, pelo lado daqueles que não concordam com a apatia política que Belém vive há décadas, no caso Socorro Batista, possui ela bons nomes para ocupar a vaga, mas segundo informa não tem pressa, a escolha acontecerá sem nenhuma sequela e vai ficando para bem depois. Para Socorro, tudo tem seu tempo. Acontece que diferentemente da professora, os outros dois grupos terão fortes dores de cabeça na construção das suas chapas, muita gente certamente sairá magoado da escolha. Aliás, apenas com as especulações que se ver, já há muita insatisfação, muitos comentários ruidosos surgiram após os nomes que se especulam.

Pois bem, quanto ao vice de Deoclécio, dois nomes foram fortemente esmiunçados durante a semana, inicialmente ventilou-se o nome da advogada, Kely Marcula, sobrinha dos vereadores, Henrique e Vandinho Marcula, e prima do vice, Cristiano. Isto foi o que especulou-se no domingo, dia 28, mas que já a partir da segunda, dia 29, os rumores indicam como postulante, o jovem dentista, Artur Granja Coelho, primo legitimo do prefeito, Gustavo Caribé, ou seja, tudo gravita em torno de uma órbita só, Lustosa e Caribé, e com isso o resultado do futuro, se Socorro não for eleita, será o mesmo de sempre, o que vem acontecendo e não precisa dizer mais nada, basta olhar os governos dos prefeitos, Helionaldo Lustosa e Gustavo Caribé, ambos primos e primos dos candidatos ora comentados, e com isso a manutenção intacta da velha política de João para Mané, de Mané para João, de João, para Mané, de Mané para o primo de João, do primo de João, para o filho de Mané e do filho de Mané, de um jeito ou outro, para um dos primos de João.

Vandinho aguarda Doutor Hugo, que aguarda Gustavo, mas Henrique fica em estado de espera para decidir se será candidato a prefeito, ou se apoia uma das candidaturas postas. Se for, ou indicar o vice, Henrique volta atrás do que vem afirmando a muito tempo.

Vandinho aguarda Doutor Hugo, que aguarda Gustavo, mas Henrique fica em estado de espera para decidir se será candidato a prefeito, ou se apoia uma das candidaturas postas. Se for, ou indicar o vice, Henrique volta atrás do que vem afirmando a muito tempo.

DITO PELO NÃO DITO:

Isto no entanto pouco importa para muitos, inclusive para os vereadores e muitas lideranças política de peso. O que vale mesmo é a manutenção, ou a assunção aos cargos que sem condições a combalida prefeitura ainda oferece, os carros que são locados, os contratos para prestação de serviços e as compras para o governo. Agora é verdade também, que se tudo for confirmado,  as candidaturas de Licínio/Eduardo e Deoclécio Lustosa/Artur, nascem sob uma imensa manta de mentiras, pois tanto Eduardo, como Deoclécio, juravam de pés juntos que não seriam candidatos. Deoclécio, foi mais longe ainda, sem aptidão para a política, após travar em 2008 uma luta titânica com Gustavo para ver quem seria o mais votado para vereador, quando suplantou o hoje prefeito, por uma diferença de 103 votos, após eleito e empossado, deixou o cargo e foi ser Secretário de Educação do governo do primo, Helionaldo Lustosa, mas igualmente ao mandato conquistado, logo largou a pasta e no final não mais postulou qualquer cargo eletivo. Ainda assim, se confirmado os nomes, os vereadores, Batista Cícero, Henrique Marcula e Ana Magalhães, os ex-vereadores, Joselito Nogueira, Roberval Aguiar e o jovem Laércio Dunes, este último apenas sondado pelo vereador, Vavá do Bode, ficaram todos alijados da chapa majoritária, ou seja, da disputa para os cargos de prefeito e vice. Outra coisa também é certo, é que ninguém entende qual foi o critério para escolha de Deoclécio, já que Deoclécio foi opositor de Gustavo, e a escolha acontece em detrimento de aliados de primeira hora, como o próprio Henrique, Roberval, Doutor Hugo, Gilmar Freire e outros.

 

O único que ainda se mantém na briga pela vice é Batista Cícero, tem seis vereadores ao seu lado e muitos correligionários forte, aos demais, o sonho e o propósito de sempre, votar sem ser votado.

O único que ainda se mantém na briga pela vice é Batista Cícero, tem seis vereadores ao seu lado e muitos correligionários forte, aos demais, o sonho e o propósito de sempre, votar sem ser votado.

RACHA:

Pois bem, acontece que uma abelha intimamente ligada ao grupo Caribé, nos informou que o cargo de vice ainda não teria sido definido, que Artur seria apenas especulações. A disputa pelo cargo é feroz dentro do bloco governista, que rachou neste sentido, um grupo só aceita como candidato o vereador Batista Cícero, outro quer que a vaga continue com a família Marcula, que dos oito vereadores do grupo, dois deles pertencem à família. Os outros seis querem Batista, mas justamente por estarem de olho nos mais de mil votos que ele obteve na última eleição. É uma briga grande de seis contra dois que precisa ser esclarecida e finalmente possamos saber quem é o mais forte, seis ou dois.

E se os seis perderem a parada, como ficará Henrique, que durante muito tempo vem afirmando que será candidato a prefeito? Enveredaria pela candidatura anunciada, ou irá fazer como os outros, esquecer o que disse em detrimento do que tanto afirmou e de novo ser, ou indicar o vice com promessas mais uma vez de no futuro ser ele o prefeito. Isto nunca vai acontecer, jamais, em tempo algum, Lustosa e Caribé se disporão a abrirem mão de seus nomes, ou será que Henrique, como forma de dá uma resposta dura a Caribé, vai ser o vice de Licínio? Seria uma espécie de trocar seis por meia dúzia, a mesma coisa.

Acredita-se que não será por aí. Por questões particulares a família Lustosa não abre mão da vice. Eles são assim, quando estão forte não enxergam politicamente os que sempre estão ao seu lado, inclusive na eleição de Helionaldo foi assim, o advogado Henrique Marcula, foi preterido da indicação de vice, e esta situação deixa o grupo Caribé\Lustosa, bastante confortável com relação ao advogado, já que não corre o risco de ver Henrique passar para o lado de um dos seus opositores. Quanto aos demais pretendentes, que continuem sonhando, mesmo sabendo que a música que se canta, “é nós é nós, depois de nós é nós de novo”, e assim sigam todos trilhando o mesmo destino de sempre, os apoiando, sem a menor chance de um dia ser apoiado.

Com relação a Henrique, ou ele segura a candidatura que anunciou, o que é muito difícil, já que agora encontra-se enfraquecido pela união equivocada que celebrou oito anos atrás, pelo apoio incondicional que emprestou a Gustavo votando maciçamente em projetos que penalizam o sofrido povo belemita, pela péssima gestão que faz parte como vice-prefeito, por não possuir um partido forte já que o seu apenas lhes reserva 15 segundo do guia eleitoral, por não mais ter um  grupo político forte nem candidatos a vereadores, de forma que não restará outra alternativa a não ser marchar sem nada com uma das candidaturas existentes, isto até para salvar o próprio mandato de vereador, ou aceitar novamente indicar o de vice, se lhes oferecerem, vice que não lhes serviu para nada. Certo mesmo é que se mantida as chapas anunciadas, Henrique, ficará numa grande encruzilhada política.

A pré-candidatura de Gilmar Freire, lançada desde o início do atual governo de Gustavo Caribé, foi a primeira a sucumbir, não chegou se quer as pesquisas.

A pré-candidatura de Gilmar Freire, lançada desde o início do atual governo de Gustavo Caribé, foi a primeira a sucumbir, não chegou se quer as pesquisas.

Mas política é política e dela se espera tudo, inclusive se sabe que Deoclécio terá que lutar e muito para minar a resistência que encontra dentro do grupo do prefeito, e as pressões de grande parte da  sua da família. Se não conseguir, e se Doutor Alexandre, continuar ouvindo os apelos da família, que não aceitam a sua candidatura, só resta Doutor Hugo, para tentar salvar um barco que se não cuidado, logo vai apresentar sinais de deriva.

Discordância pode fazer com que Hugo, sem muito esforço, ressurgir das cinzas e ser o candidato da situação.

Discordância pode fazer com que Hugo, sem muito esforço, ressurgir das cinzas e ser o candidato da situação.

Especulação ou não, a verdade é que nestes últimos dias muitas coisas aconteceram na política local, inclusive o empresário Gilmar Freire, renunciou ao que nunca foi, candidato a prefeito apoiado pela família Caribé, condição que muitos almejam, mas acreditar que um dia a família que se perpetua no poder venha apoiar um nome que não seja dos seus, é acreditar em papai Noé, em lobisomens, em histórias de ninar, é conversa para boi dormir, e por isso, Belém segue, pelo menos por enquanto, sua via-crúcis, ou seja, segue no caminho da cruz.

Categoria: Sem categoria

3 comentários até agora.

  1. Carlos gomes disse:

    queremos ver aonde isso tudo vai dar,só sei que todos querem se aposar da vaquinha leiteira,mas precisamos ouvir suas propostas de governo,o que pretendem fazer para tirar a cidade do buraco que se encontra(literalmente) é buraco pra tudo que é canto,e isso já vem de muito tempo até mesmo da época desses que querem entrar…resumindo,é tudo farinha do mesmo saco,não fizeram e não vão fazer nada pela a cidade,alguém ai quer apostar.

  2. ricardo disse:

    Muito bem, carlos, sabias palavras, belo e verdadeiro comentarios.È bom que o povo veja que a decadencia do municipio vem de longe, om prefeito atual já pegou o municipio uma M…..

  3. Edson N. Santos disse:

    Esse Hugo de novo, gente coloque alguém que não foi prefeito ainda para dar alguma esperança pra esse povo. Chega de ficar insistindo nos mesmos sanguessugas.

Deixe Seu Comentário


Desenvolvido por