O senador esteve em Belém, mas das conversas apenas se sabe dos descontentamentos dele com o PSB, mas que no fundo é pretexto para sair DO partido e ser candidato com o apoio de Temer ao governo de Pernambuco.

Quem esteve visitando o município foi o senador Fernando Bezerra Coelho, do PSB. Na cidade, o encontro aconteceu na residência do ex-prefeito Manoel Caribé, pai do também ex-prefeito Gustavo Caribé. Além destes políticos estiveram presentes os ex-prefeitos de Itacuruba, Romero Magalhães e Gustavo Cabral. O senador cumpria um roteiro pelo sertão do estado e anunciava a todas suas pretensões para o futuro político, ou seja a querela que promoveu com o fim de sair do PSB.

No dia seguinte ao encontro, o Blog do Jamildo, da capital do Estado noticiou o acontecido, publicando o texto abaixo:

“O senador Fernando Bezerra Coelho, que ensaia sair do PSB e mudar de partido para ter legenda nas eleições de 2018, já percorreu as cidades de Petrolina, Dormentes, Orocó, Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande, nas últimas semanas. Nesta quarta-feira, FBC visitou mais três municípios.

A fala mais contundente e ilustrativa ocorreu em Belém de São Francisco, no sertão. Foi justamente a última parada do dia, em Belém, para uma reunião com os ex-prefeitos Manoel e Gustavo Caribé (PSB), que também incluiu os ex-prefeitos de Itacuruba Gustavo Cabral e Romero (PSB).

Durante o diálogo, Fernando Bezerra Coelho traçou um panorama dos cenários políticos do Brasil e de Pernambuco. “Todos vocês têm acompanhado os últimos fatos que vem ocorrendo no PSB, que abriu processo disciplinar contra 16 deputados e dois senadores. Vamos aguardar a evolução das conversas no PSB. Só depois disso vamos analisar outros caminhos e possibilidades”, afirmou o senador. O que foi anunciado depois disto é que ele filiou-se junto com seus filhos no PMDB e será candidato a governador

No giro que realizou pelo Sertão de Pernambuco, o senador manteve reuniões com gestores públicos, lideranças políticas e representantes dos movimentos sociais, prestando contas das ações do mandato e recolhendo sugestões para novos projetos’.

CABROBÓ:

Na região, o roteiro se iniciou pelo município de Cabrobó, onde ele conversou com o grupo ligado ao ex-prefeito Eudes Caldas (PTB).

Em Cabrobó conversas trataram sobre segurança hídrica, instalação de uma faculdade e construção de estradas.

Da mesma forma, a imprensa regional e da capital, sempre abastecida pela assessoria  do senador, anunciou cada encontro, e que Fernando Bezerra disse ter ouvido dos políticos de Cabrobó, demandas por obras de segurança hídrica, autorização para o funcionamento de uma faculdade, além da construção de estradas.

FLORESTA:

Na passagem do senador por Floresta, ele foi recebido pelos ex-adversários, o prefeito Ricardo Ferraz (PRP) que no município é adversário do deputado federal Kaio Maniçoba e do estadual Rodrigo Novaes. Um dos temas da pauta foi a compra pelo Governo Federal dos rebanhos de bovinos, caprinos e ovinos no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Serão destinados R$ 3 milhões para o programa este ano, com foco especial na compra de caprinos. Com estes recursos estima-se que cerca de 800 agropecuaristas familiares poderão vender, diretamente ao governo, aproximadamente 150 toneladas de carne. A medida, que deverá começar já no próximo ano, ficou conhecida como “PAA do Bode” e foi assegurada diretamente pelo senador, após reuniões com o ministro do Desenvolvimento Social Osmar Terra.

Em Floresta as conversas giraram em torno de mais dinheiro para a caprinocultura, inclusão do município no programa Avançar com obras no valor de R$ 10 milhões e instalação de um centro de manejo animal, além de um abatedouro de caprinos e ovinos.

“Aqui em Floresta vamos contemplar cerca de 200 criadores, movimentando aproximadamente R$ 800 mil e o mais importante é que a carne será devolvida na forma de doação através das associações devidamente credenciadas junto à prefeitura”, explicou o senador Bezerra Coelho.

Outro tema tratado na ocasião foi a inclusão do município no programa Avançar, que substituiu o PAC, com obras no valor de R$ 10 milhões para a conclusão do sistema de saneamento. “Uma primeira etapa foi feita, no valor de R$ 5 milhões, e agora estamos buscando os recursos junto à Codevasf e ao Ministério da Integração Nacional, para que o prefeito possa iniciar o processo licitatório até fevereiro”.

O senador e o prefeito também discutiram a instalação de um centro de manejo animal e um abatedouro de caprinos e ovinos, que irá beneficiar não apenas Floresta, mas toda a região. “O mais importante é que estamos querendo unir Floresta em torno de um projeto de desenvolvimento, para que a cidade não fique mais implorando migalhas. Este projeto passa pelas obras de infraestrutura e irrigação”, disse Fernando Bezerra”.

Na sua programação de viagem, o senador também visitou todas as cidades do trajeto Dormentes a Floresta, além de Salgueiro e Parnamirim. Em todas elas o senador discutiu propostas com o fim de desenvolver estes municípios.

Como se ver pela reportagem, muitas realizações foram discutidas, mas para Belém mesmo, do que se apurou dos jornais e blogs, nada foi anunciado. Porque isto acontece? O senador esqueceu? Os políticos do município esqueceram de pedir, ou ele não possui compromissos com a terra.

Seria muito bom que isto fosse esclarecido, pois se for o que realmente se ler através dos órgãos noticiosos, é muito ruim porque o povo vota nele e nos filhos dele a cada eleição e nada acontece. O eleitor precisa saber se a visita foi para anuncio de interesses da maioria, ou se foi apenas para jogar conversa fora já pensando nas futuras eleições, como foi o caso da tratada saída do senador e seu grupo do PSB. Quem não sabe que Fernando não possui posição ideológica definida e por isso só faz política pensando apenas nele próprio, nos filhos e agora no primo que recentemente se aliou, Guilherme Coelho. Por isso que Fernando anda de partido em partido, agora de volta ao PMDB.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por