Sem diálogo com os ex-companheiros de partido, Joase se depara com rebeldia lhe batendo por 7 votos contra 4. Uma lição amarga.

Terminou agora há pouco a eleição para renovação da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Belém do São Francisco e com o final da votação, o vereador Valdir Moreno, que encabeçava a chapa como candidato a presidente para próximo biênio 2019/2020, bateu o atual presidente, Joase Campos por 7×4. A surpresa da votação ficou por conta do voto do vereador Antônio de Eurípedes. Antônio faz parte do grupo de Joase, mas com seu voto impôs uma derrota contudente a este. A mesa diretora futura será composta, além de Valdir Moreno para Presidente, por Dorgival Júlio como vice-presidente, Acácio do Ibo, como  1º Secretário e Quincas Valdivino, como 2º Secretário

 Valdir Moreno para construir sua candidatura e consequentemente a vitória, buscou se articular dentro do próprio grupo, inicialmente com Vavá do Bode, quando a partir dai trouxe para si os votos dos vereadores Joselito Nogueira, Quincas Valdivino, Dorgival Júlio e Acácio do Ibó, este último eleito pela oposição, mas que posteriormente aliou-se ao prefeito Licínio Lustosa, que como líder do grupo se vinga da derrota que Joase impôs no dia 1º de janeiro de 2017, quando Joase abandonou o grupo que o elegeu e que havia lançado Vavá do Bode como candidato a presidente, aliando-se assim aos adversários em troca do poder, o que lhes rendeu muitas críticas, xingamentos e vaias durante aquela eleição.

Ao se eleger presidente, Joase passou a imaginar que havia ganho o mundo, e com uma arrogância incomum, sem ouvir seus pares, passou a reinar com mão de ferro e até os pedidos informações que eram solicitadas pelos ex-aliados foram negados e por isso foi criando um clima de insatisfação dentre alguns vereadores, a ponto de várias denúncias terem sido apresentadas por estes mesmos vereadores ao Tribunal de Contas de Pernambuco, que no mês passado realizou profunda investigação na Câmara, cujo resultado é aguardado com muita expectativa.

A derrota de Joase também significa, além da perca de um cargo político de suma importantancia na estrutura adminstrativa do muncípio, que gere um orçamento superior a R$150 mil por mês, também é uma resposta ao vereador que devia saber que assim como ele mudou de lado, outros também mudam, e foi justamente o que aconteceu, já que Acácio, bem como Antonio de Eurípedes, seus eleitores na primeira eleição mudaram de lado e agora ajudam a derrubá-lo. O resultado foi muito comemorado pelos aliados do prefeito, gritos e estampidos de fogos foram ouvidos em várias partes da cidade, principalmente próximo da câmara.

Com resultado, também se espera que a transparência tome conta daquela casa e que com urgência, uma resposta seja dada a sociedade sobre o concurso ali realizado, que segundo alguns beneficiou apenas os funcionários que ali prestam serviços, e que é objeto de investigação pela justiça.

Com paciência, Valdir suportou os momentos ruins e agora constrói uma vitória contundente com sabor amargo para Joase Campos.

Categoria: Sem categoria

Desenvolvido por